domingo, 26 de dezembro de 2010

Papai Noel esteve aqui

Na véspera de Natal, Lily observava as luzes da árvore que cintilavam por toda a sala.
- Papai, será que eu vou ganhar presente do Papai Noel? – ela perguntou meio inquieta, enquanto via a mãe colocar leite e biscoitos perto da lareira.
- Você foi uma boa menina o ano inteiro?
- Sim - respondeu sorridente.
- Então... - O pai a pegou no colo, Lily era uma criança de 6 anos de idade, que, como muitas outras, acreditava em fadas e no Papai Noel - Concerteza vai ganhar
- Papai
- Fala filhinha linda - o pai diz colocando-a no chão
- Vou ficar acordada até o Papai Noel chegar! - Lily diz para o pai que lança um olhar sapeca para ela.
- Se você não dormir o papai Noel não vai aparecer! - o pai diz para Lily que cruz os braços e faz bico.
- Mas como ele sabe que eu vou esta dormindo? - ela pergunta enquanto o pai a leva para o quarto.
- Papai Noel sabe de tudo, ele não sabe que você foi uma boa menina?
- Sabe.
- Ele sabe de tudo por magia.  - o pai respondeu vendo os olhos da filha se arregalarem de surpresa.
- Então ele sabe que eu estou acordada, vou dormir para ele poder ir logo! – Lily diz deitando na cama e fechando os olhos. Seu pai lhe dá um beijo na testa e sai do quarto
Na manhã seguinte Lily acordou o mais cedo que conseguiu, olhou pela janela, as ruas estavam cobertas de neve e o coro natalino já estava cantando, desceu as escadas correndo, encaminhando-se para a árvore de natal.
- PAPAAAAI, PAPAAAI – Lily corria pelo corredor da casa onde ficavam todos os quartos – PAPAAAI, o Papai Noel veio mesmo, ele existe.
- Deixa de ser boba menina, Papai Noel não existe! – Bryan, o irmão mais velho dela disse, e a menina olhou para ele com cara de esnobe.
- Existe sim, ele até deixou um presente para mim – ela disse mostrando língua para ele.
- Aqueles presentes lá foi o papai...
- Noel quem deixou lá – David, o pai de Lily, saiu do quarto e lançou um olhar repreensivo para o garoto que abaixou a cabeça.
- Filha, por que você não vai lá abrir seu presente?
- Tudo bem papai, vem comigo – ela disse pegando a mão dele e tentando puxá-lo, mas, ele não foi.
- Vai na frente que já estou indo querida – ele disse dando um beijo nela.
O garoto se encolheu: - Você deveria contar a verdade para ela.
- Deixe-a filho, um dia ela descobre – ele piscou para o menino – Vai lá também, tenho certeza que o Papai Noel deixou-lhe um presente – Bryan riu e foi junto com o pai para a sala.
Escrito por: Taynara e Suelen 

P.S. Bem, esse texto era para mim ter postado antes, mas nem deu. Essa é uma shortfic que eu escrevi com a minha amiga Suelen (Sue), e se não fosse por ela não teria conseguido terminar de escrever essa fic.Espero que tenham gostado
Beijo a todos =*

5 comentários:

Leidiane disse...

O bom de ser criança é acreditar nessas coisas tão mágicas!
Bjos ;*

Carolina Hermanas disse...

Eu achei mágico.E adoro o fato das pessoas adorarem acreditar no querido Noel *_____*
-

eu aaaamei o conto :)


beeijão *_*

Cynthia Brito disse...

Ah, muito legal!

Obrigada por ler meus textos , e por me entender ... isso pra mim vale mmmmt , viu ?

Beijo ;*

Tatá disse...

achei tão graçioso! E desde já te desejo um Feliz só que atrasado né?
beijinhos
:*

Tania T. disse...

Que bonitooo!!

Não devemos dizer para uma criança que papai não existe, é destruir os sonhos dela.

Adorei o post!!

=D

BJoO