domingo, 12 de dezembro de 2010

Nem tudo é para sempre (parte XX)

- Capítulo anterior: Parte XIX

18:00h
            Raios cortavam o céu cinzento ameaçando chover, eles entraram em um galpão abandonado que havia a poucos metros atrás do bar, ela estava com medo do que aquele estranho, que conhecera há poucas horas atrás, poderia fazer.
- Aqui está – ele disse lhe entregando uma arma que ela não conseguiu reconhecer qual calibre era – Você sabe destravar, certo?
- Certo – hesitou um pouco antes de responder, mas aquela realmente não era a primeira vez que pegava em uma arma, quando pequena, costumava caçar patos com o pai em uma parte mais afastada da fazenda de sua avó.
- Pois bem, agora você sabe o que fazer.
- Acho que sim – suas mãos tremiam em contato com o metal frio da arma.
- Tome cuidado – ele sorriu ao colocar a munição na arma – E não erre a mira.
            Os dois saíram do galpão, ela com a arma escondida na bolsa, e ele com um sorriso torto, como se as coisas ruins o agradassem.
21:00h
            Dill ainda estava confusa, se deveria ou não ir atrás de Dereck, talvez a raiva a tenha cegado por alguns instantes, mas agora estava em um momento de lucidez, mas não tinha como voltar atrás, a arma já estava com ela. A imagem de Dereck e de todas as traições que havia presenciado giravam na sua cabeça, como se aquilo pudesse lhe dar forças, mas realmente a estava ajudando agora. Pegou seu celular e observou por alguns instantes, digitou o numero que tanto conhecia.
- Alô? Dill? – a voz do outro lado disse meio que urgentemente.
- Preciso falar com você – ela disse fria e distante.
- C-claro – ele hesitou um pouco, não sabia o que esperar naquele momento – Onde nos encontramos?
- No mirante.
- Vou estar lá em uma hora. – ela desligou o celular quando ele terminou de dizer a frase, não iria prolongar uma conversar que não queria ter.

Domingo, 13 de junho.  
03:00h
            Ela o deixou esperando por algumas horas, fazer com ele ficasse ansioso era apenas o começo de sua vingança. O encontrou parado perto de alguns carvalhos, árvore muito típica daquela região.
- Dill – ele correu para o seu rumo, mas ela apenas desviou dele.
- Então quer dizer que você ama minha melhor amiga?- disse com um tom de sarcasmo e nojo.
- Não sei o que a Lisy te disse, mas é tudo mentira.
- Era mentira vocês dois se beijando também?
- Dill, ela que veio para cima de mim.
- Você nunca muda seu estilo de desculpas?
- Do que você esta falando?
- Das outras vezes também não foi assim?
- Dill, nenhuma delas significou nada para mim.
- Oh, não me diga...
- Além do mais, a única pessoa que eu amo é você – ele apenas a ouviu sorrindo ironicamente – Se você quiser posso provar.
- Tarde demais para isso.
- Nunca é tarde para o amor.
- Como se você soubesse o que é isso.
- Eu sei que você me ama, volta para mim.
- Por que voltaria? Para você me fazer sofrer com sua falta de fidelidade?
- Dill... – ela apenas sorriu ao perceber que ele não tinha mais nada para lhe falar, ficaram se olhando por algum tempo, enquanto memória dos dias felizes que eles haviam passado juntos vinha à tona, junto com as suplicas de amor que ele fazia. Como podia insistir tanto em uma coisa que estava arruinada?

P.S. Hey jujubas,
É, as últimas partes da história são as maiores rsrs' espero que estejam gostando. 


Beijo a todos =*

11 comentários:

RuteRita disse...

obrigada minha querida.
que lindo

Walk On The Moon disse...

Quero saber logo como terminará essa história, se eles vão ficar juntos .. rs'

Cynthia Brito disse...

Oh bem, obrigada por visitar meu blog. Fico feliz que tenha gostado.

Ah, gostaria de comentar sobre esta sua historinha aí que to adorando, muito boa mesmo viu? :D Beiijo ;**

Leidiane disse...

Muito boa; mas não acho qe ela deva matar ele!
Bjos ;*

RuteRita disse...

obrigada mesmo minha querida

Jυℓyαnα ツ disse...

Espero sinceramente que ela não atire.
Se fizer isso vai estar estragando a própria vida por um cara que não vale nada =/
Mal posso esperar pelo próximo *----*




;*

Marie disse...

perfeiito '-'

Tania T. disse...

Oii
Tive que ler um monte de posts que perdi..

Quer dizer que Lisy é mesmo uma traidora?? :o
Sabia que ela era muito estranha, só não sabia que ela era tão falsa!!

E esse cara novo heim? Bem misterioso ele, gostei.


Agora estou curiosa pra saber se ela vai ter coragem de matar Dereck.. prefiria que ele ficasse vivo e sofresse bastante!! Ahh.. se ele morrer agora ele nem vai pagar por tudo que ele aprontou!
rsrsrs'

Adorando.. quero a continuação!!

BjoO

Todo mundo me diz disse...

ainda não li toda a história, mas pretendo ler, pois me parece ser uma ótima história. visite meu blog onde também escrevo uma história. bjs
http://todomundomediz.blogspot.com/

Nina disse...

Adorei seu blog amoree muito bom os posts! Pena que já cheguei na parte XX! buá!

Não tem problema! EU leio as partes anteriores!

Bjos

Já te sigo!

Segue-me tbm?

http://doce-meio-amargo.blogspot.com/

Rafael disse...

Você faz bem os diálogos...
Bjs