terça-feira, 16 de março de 2010

''Estragou a televisão'

- Iiih - e agora?
- Vamos ter que conversar.
- Vamos ter que o quê?
- Conversar. É quando um fala com o outro. 
- Fala o quê?
- Qualquer coisa. Bobagem.
- Perder tempo com bobagem?
- E a televisão é o que?
- Sim, mas ai é a bobagem dos outros. A gente só assiste. Um falar com o outro, assim, ao vivo...Sei não...
- Vamos ter que improvisar nossa própria bobagem.
- Então começa você.
- Gostei do seu cabelo assim.
- Ele está assim há meses, Eduardo. Você é que não tinha...
- Geraldo.
- Hein?
- Geraldo. Meu nome não é Eduardo, é Geraldo.
- Desde quando?
- Desde o batismo.
- Espera um pouquinho. O homem com quem eu casei se chamava Eduardo.
- Eu chamo Geraldo, Maria Ester.
- Geraldo Maria Ester?
- Não, só Geraldo. Maria Ester é o seu nome.
- Não é não.
- Como não é não?
- Meu nome é Valdusa.
- Você enlouqueceu, Maria Ester?
- Por amor de Deus, Eduardo...
- Geraldo.
- Por amor de Deus, meu nome sempre foi Valdusa. Dusinha, você não se lembra?
- Eu nunca conheci nenhuma Valdusa. Como é que eu posso estar casado com uma mulher que eu nunca... Espera. Valdusa. Não era a mulher do, do...Um de bigode.
- Eduardo.
- Eduardo!
- Exatamente, Eduardo. Você.
- Meu nome é Geraldo, Maria Ester.
- Valdusa. E, pensando bem, que fim levou o seu bigode?
- Eu nunca usei bigode!
- Você é que está querendo me enlouquecer, Eduardo.
- Calma. Vamos com calma.
- Se isso for uma brincadeira sua...
- Um de nós está maluco. Isso é certo.
- Vamos recapitular. Quando foi que nós casamos?
- Foi no dia, no dia...
- Arrá! Está ai. Você  sempre esqueceu o dia do nosso casamento. Prova de que você é o Eduardo e a maluca não sou eu. 
- E o bigode? Como é que você explica o bigode?
- Fácil. Você raspou.
- Eu nunca tive bigode, Maria Ester!
- Valdusa!
- Está bom. Calma. Vamos tentar ser racionais. Digamos que o seu nome seja mesmo Valdusa. Você conhece alguma Maria Ester?
- Deixa eu pensar. Maria Ester... Nós não tivemos uma vizinha chamada Maria Ester?
- A única vizinha que eu me lembro é a tal da Valdusa.
- Maria Ester. Claro. Agora me lembrei. E o nome do marido dela era...Jesus!
- O marido dela se chamava Jesus?
- Não. O marido dela se chamava Geraldo.
- Geraldo...
- É.
- Era eu. Ainda sou eu.
- Parece...
- Como foi que isso aconteceu?
- As casas geminadas, lembra?
- A rotina de todos os dias...
- Marido chega em casa cansado, marido e mulher mal se olham...
- Um dia marido cansado erra de porta, mulher nem nota...
- Há quanto tempo vocês se mudaram daqui?
- Nós nunca nos mudamos. Você e o Eduardo é que se mudaram.
- Eu e o Eduardo, não. Maria Ester e Eduardo.
- É mesmo.
- Será que eles já se deram conta?
- Só se a televisão deles também quebrou.
                      VERISSIMO, Luis Fernando. Estragou a televisão. In: Histórias brasileiras de verão: as melhores crônicas da vida intima. Rio de Janeiro: Objetiva, 1999, p.83-6.

P.S. gente esse foi um texto que eu encontrei folhiando meu livro de Sociologia, eu achei muito engraçado e critico, então resolvi postar aqui.

Beijo a todos =*

9 comentários:

cecilia disse...

Hehehhe o Verissimo é demais,ele conhece escrever de uma maneira totalmente bacana e meio que critica,só ele mesmo né Tay.
Tô orgulhosa de ti postando dois dias seguidos é isso ai.
Beijo

Letícia Monteiro (♪) disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
Muito,engraçadoo *--*
/rilitros.
Beeiijos :***

●๋• тнαi иαรciмєитσ disse...

ahsuahsuahsua

Ai meu Deus!!! Eu adooro tudo o que o Veríssimo escreve, ele éum gênio!

Sulivan disse...

kkkkk interessante!
engraçado..
me fez pensar

Patriny Marcelle disse...

Adoro os textos do Verissimo. Você já leu aquele do cara que tem uma vida por engano? É super, um dia eu coloco lá no I Simply.
bjux

Leidiane disse...

Chorei de riir..
Texto muito bom, tinha qe ser do Fernando Verissimo!!
Bjos ;*

meel Oliveira ♪ disse...

Flor amei seu post!
E aquele poema que você leu, fui eu que fiz, mais um dos meus 1000 devaneios ;s

Tania Girl disse...

kkkkk
Luis Fernando Verissimo é o cara, sou fã dele!!
bjos

disse...

pior que é verdade mesmo.... bem isso.

bjos e boa semana