sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

- Passado

Na quarta-feira dessa semana, meu pai me levou à tarde na casa da minha vó, para buscar umas coisas que ela tinha comprado. Enquanto ele ficou deitado no sofá cochilando, eu e minha vó fomos andar no quintal imenso, cheio de plantas das mais variadas cores e flores de aromas maravilhosos das quais ela mesmo cuida.
Enquanto andávamos ela comentava da época em que eu era menor, das tardes em que deitavámos na rede e ela cantava cantigas das quais não me lembro mais, em que eu brincava no quintal junto com os meus "amigos imaginários" (tive amigos imaginários até os 8 anos de idade). Ela me disse que sentia falta daquela época, confesso que às vezes também sinto, naquela época eu não tinha que me preocupar com nada, nenhum problema.
Fiquei observando o quintal enquanto ela me falava para que cada planta era últil e os diversos nomes estranhos, como anda chovendo muito, as plantas estavam mais verdes do que de costume, e me lembrei porque gostava tanto dali, era porque na época de chuva o quintal parece mais um bosque de contos de fadas.
Foi até legal ficar um tempo com a minha vó, principalmente de ler os textos que ela escreve. Depois vou pegar um com ela e postar aqui.


foto de uma das flores que eu mais gosto do quintal da minha vó.


P.S. amanhã tem a continuação da história ficticia.


Beijo a todos ;*

12 comentários:

Tania Girl disse...

Muito legal!!!
é bom conversar com pessoas mais velhas que nós, elas são mais maduras, mais experientes e nos ajudam muito...
bju

Taiina disse...

ah, sempre quando minha vó e eu começamos a conversar me da um saudade imensa dos tempos de piralha, que tudo na vida era brincar, esse tempo passa tão rapido, logo nos vemos cheias de problemas, responsabilidades...
é claro tem o lado bom, a liberdade ... mas que da saudade... ah demais!

ϟJoyce Amancioϟ disse...

Nossa, eu fico na casa da minha vó desde os 2 meses de idade, todos os dias, vou pra lá as 7 da manhã e volto 5 da tarde! É muito bom! Eu tive amigos imaginarios até 6 anos! Tenho saudade do meu passado!
Quero continuar vendo a fic!
Bjos♥

Babado de menina, disse...

me deu uma saudade da minha avó!! =)

patyemo disse...

Ai fiquei com saudade de ser criança!!!
Tudo era tão facil.

bju ;)

Nicole f disse...

ah, adoro avós. são tão fofinhas *-*

ps: quero ler um texto dela, hein. fiquei curiosa rs

Drizana Ribeiro disse...

É sempre bom conversar com nossos avós. Eles nos contam histórias das quais não lembramos mais. E até situações já vividas por eles. Eu, adorava ouvir as histórias da minha bisa. São tempos que não voltam mais.
E ahh!!! coloque mesmo um dos textos de sua avó estou muito curiosa!!!!!
bjs, DRI!

Mayla disse...

Ah,me deu saudade de minha infância.Eu tbém tinha um amigo imaginário.só que me esqueci dele aos 7.Ah,de vez em quando eu vou lá na minha avó e fico por lá no jardim imenso dela.Eh tão bom né?Tudo parece tão simples.
bjos
mah

Daniela Filipini disse...

Que coisa linda, sua avó escreve? Eu acho tão lindo, pessoas que depois de certo tempo de vida continuam a escrever =)

ticoético disse...

"recordar é viver..."
abraço !

SarahC. disse...

eu adoro conversar e ouvir história de pessoas mais idosas,
aprendemos demais deles !
não sou muito fã de flores, mas respeito demais a natureza, ela merece ser cuidada por nós (é o minimo que temos que fazer)

obrigada pelo carinho linda,
grande bj !

Leidiane disse...

Linda a flor!
Eu não tenho muitas saudade do passado, sei lá!
Bjos ;*