quarta-feira, 10 de julho de 2013

Espelhos de si



 Ela não sabia pelo que acreditava e lutava, sabia que razão existia, só não entendia os motivos. Seus olhos marejados revelavam dor, mas no seu coração uma gota de esperança lutava, e ao mesmo tempo crescia, mas era algo pequeno contra o mundo lá fora. E ela continuava ali, tentando entender, tentando descobrir quando deixou de ser ela mesma para se tornar aquilo, aquele ser que ela via no espelho, mas não reconhecia. Um milhão de pensamentos e sentimentos, e apenas uma certeza: AS PESSOAS MUDAM, ela havia mudado.




n/b: Quer saber de uma coisa? Vou voltar a escrever, por quê? Porque sinto falta, porque isso me completa, porque é isso que eu sou, sei que vou ter que lutar pra chegar ao nível que eu estava (mesmo que não fosse dos melhores) mas era o melhor que eu havia chegado rsrs' Preparem, uma hora fics novas aparecem por aqui kkkkkk


4 comentários:

✿Nessa✿ disse...

Oi Tay!

Que coisa boa, eu sempre gostei dos seus textos, vc escreve muito bem.

Beijos*

Patriny Marcelle disse...

Acho que estava passando pelo o que você está. Algumas coisas que acontecem em nossas vidas nos transformam de tal modo que em certo momento nem nos reconhecemos. E isso implica mudanças e vários aspectos. Até mesmo nas coisas que mais gostamos de fazer como escrever.
Beijooos flor

Andressa Pereira disse...

Já diria a frase "A esperança é a última que morrer", e eu jamais poderia descordar, mas as pessoas mudam, mudam muito, mudam o tempo todo...

APENAS PALAVRAS disse...

Suas palavras são sempre gotas de otimismo. Você tem razão, não há de se dar guarida às derrotas. Sempre se pode levantar das quedas. A fé e o amor serão sempre nossos escudos, a nos assegurar razões pra sermos felizes, em detrimento das quedas que só podem ampliar nossos horizontes de vida.

Um grande abraço.